Deus vai abençoa você

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

História do símbolo cristão “o peixe”

O peixe é um símbolo de confissão de uma fé em uma palavra abreviada. A palavra peixe em grego se diz Ichthys, e para os cristãos formavam um acróstico com as palavras Iesous Christos Theous uios Soter, ou seja, Jesus Cristo Filho de Deus Salvador.
A inicial de cada uma dessas palavras forma a palavra grega que significa peixe, e voltou ser utilizado muito na segunda metade do século XX.
O primeiro a menciona-la foi Clemente de Alexandria (150-215). Tertuliano (160-220) também fazia referencia a ele dizendo: “Nós somos peixinhos e Cristo nosso grande peixe”. Este símbolo é encontrado em forma de desenho rústico em mesas funerárias, esculpidos em sarcófagos, modelado em lâmpadas gravado em anéis e selos, esculpido em marfim, perola e pedras preciosas, fundido em bronze e vidro.  Muitas vezes aparece junto com outros emblemas cristãos, tais como a âncora ou a pomba, como uma indicação de que o falecido descansa em Cristo com esperança e paz.
Às vezes, o peixe tem uma coroa na boca, o que pode ser uma alusão à coroa que Cristo vai dar seus fiéis seguidores.
Dentro deste símbolo se encontra envolvido de que significava o Senhor Jesus Cristo para os crentes dos primeiros três séculos. Ele era seu divino Salvador, sua esperança, seu tudo. Com uma abreviação bonita e clara que expressava sua fé no Filho de Deus, como Deus e Salvador
Nos primeiros séculos da nossa era, os cristãos foram perseguidos primeiramente pela religião judaica, que se originou e, em seguida, a Roma Imperial foi implacável contra a nova “seita religiosa”. Perseguições ocorreram durante o reinado de vários imperadores entre as quais se destaca a de Nero por crueldade contra os cristãos. Tempo em que não era muito sábio para um crente em Cristo proclamar a sua fé abertamente. Em muitos casos, eles tinham que viver sua fé em segredo. Sendo que suas reuniões para adorar a Deus tinha que ser realizados em locais secretos e até em cavernas. Obviamente, quando eles foram exigidos para explicar a sua fé, fizeram com coragem e a prova disto é o número de mártires da época, mas muitos trabalhavam em sigilo.
Em grego (a língua em que o Novo Testamento foi escrito), as iniciais da frase: Jesus Cristo Filho de Deus Salvador, forma a palavra peixe. Diz-se que quando um cristão queria identificar-se com outro que poderia ser da mesma fé, formava o símbolo do peixe na areia, tornando-se uma espécie de símbolo de identificação secreta conhecido apenas por cristãos.
O significado mais estendido do peixe como símbolo é sua palavra grega: “Ichthys” cujas letras representam as iniciais da frase “Iesous Christos Theou Yios Soter” significado:

Iesous: Jesus;
Christos: Cristo;
Theou: Deus;
Yios: Filho;
Soter: Salvador.

Significando: “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador”

Traduzido e adaptado por: Thiago Dearo

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Jovens cristãos são presos e ridicularizados na Eritreia


Por causa de sua fé em Cristo Jesus, 17 jovens foram presos e impedidos de receber comida e medicamentos. A Eritreia é um país da África, que faz fronteira com o Sudão em que, por força de lei, todas as igrejas evangélicas estão fechadas desde 2002.
No último domingo (5), a Polícia Secreta da Eritreia prendeu um grupo de 17 cristãos na cidade de Keren, local de dominação muçulmana. Todos estavam reunidos na casa de um dos jovens que foi levado; a prisão aconteceu, aproximadamente, às 19h30.
As sete mulheres e dez homens foram forçados a caminhar até a delegacia. Todo o percurso, percorrido a pé, durou cerca de 45 minutos e foi feito pelas vias que levavam ao centro da cidade. O clima estava quente e abafado e grande parte da população estava às ruas. Assim, muitas pessoas presenciaram a peregrinação. Testemunhas afirmaram que os jovens, em sua maioria com idade para o alistamento militar, eram ridicularizados, enquanto seguiam adiante.
Em Eritreia, as famílias são responsáveis pela alimentação dos prisioneiros. Porém, os cristãos foram proibidos de receberem visitas de familiares ou amigos, o que indica que eles não receberam comida e remédios por, pelo menos, três dias.
Os irmãos desse país têm pedido o apoio e as orações da comunidade cristã em favor desses jovens que padecem sofrimentos e perseguição por amor a Cristo.
Situação Atual
A Portas Abertas foi informada que os 17 presos foram transferidos para um campo de treinamento militar em Aderset, na região oeste da cidade. Esse local é conhecido por suas condições de prisão bastante severas. Prisioneiros lá são mantidos em calabouços e obrigados a realizar trabalhos forçados. A localização afastada do campo também torna extremamente difícil para que amigos e familiares os visitem a fim de fornecer comida extra ou remédios. Há indícios, ainda, que uma das mulheres do grupo esteja doente, porém seu diagnóstico permanece incerto.

Fonte:Portas Abertas/ADIBERJ

Ficha limpa dos eleitores



Um ao outro ajudou, e ao seu irmão disse: Esforça-te. (Isaías 41:6)
Quando o povo judeu voltou do cativeiro, foi preciso reconstruir a nacionalidade. Setenta anos absorvendo a cultura do inimigo, ninguém mais sabia como era ser “povo de Jeová”. O Senhor usou dois líderes, Neemias e Esdras, para o processo da reconstrução e restauração. Neemias orientou a reconstrução dos muros de Jerusalém, porque era preciso dar segurança e dignidade à capital do país. Esdras liderou a reconstrução da espiritualidade do povo.
Ambos os líderes conseguiram motivar o povo de modo tão extenso, que a profecia de Isaías se concretizou no comportamento nacional: “Um ao outro ajudou e ao seu companheiro disse: Esforça-te.” (Isaías 41:6).
Este capítulo da história de Israel merece nossa atenção, por estarmos às vésperas de novas eleições. E por estarmos chafurdados, politicamente, em um lamaçal de corrupção. Nosso país, aliás, é considerado um dos campeões mundiais, no item nepotismo, irresponsabilidade e apropriação privada da riqueza pública. Por isso, enquanto há tempo, é preciso levar a sério a Bíblia. É preciso alguns Esdras e Neemias que, do púlpito, motivem o povo evangélico, no sentido da Moralidade e do testemunho cristão. Eleitores patriotas elegem políticos patriotas. Eleitores comprometidos com a Verdade fiscalizam a verdade dos seus eleitos. Como cristãos, temos a obrigação cívica de lutar pela “ficha limpa” dos eleitores.

Pr. Olavo Feijó
Fonte: ADIBERJ

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Orar todos os dias previne Alzheimer


Estudo realizado pelo National Institutes of Health (Instituto Nacional de Saúde), em Washington, nos Estados Unidos, em parceria com cientistas israelenses, apontou que o hábito de orar pode reduzir, em até 50%, o risco da doença de Alzheimer, principalmente nas mulheres.
Os resultados atuais confirmaram estudos anteriores, que já haviam indicado a religião como um fator positivo na prevenção da doença. Segundo o chefe do departamento de neuropsiquiátrica do hospital Herzog em Jerusalém, Yakir Kaufman, os cientistas descobriram que as pessoas com um nível mais elevado de bem-estar espiritual têm uma progressão mais lenta do Alzheimer.
As mulheres têm mais chance de desenvolver formas de demência como o Alzheimer do que os homens. A partir do cruzamento de dados, chegou-se à conclusão de que as que oravam regularmente apresentavam fatores que as colocavam com 50% menos chance de desenvolver a doença.
Porém, a ligação ainda não pode ser estabelecida de forma exata em relação aos homens, pois 90% dos analisados oravam diariamente. No caso das mulheres, a porcentagem entre as que oravam, 60%, e as que não praticavam a oração, 40%, era mais equilibrada, o que permitiu uma comparação.
A oração também pode diminuir os níveis de estresse, um dos fatores de risco para a doença de Alzheimer. Outros fatores de risco incluem pressão alta, doenças cardíacas e diabetes. A professora Rivka Inzelberg, da Universidade de Tel Aviv, que liderou a pesquisa, afirmou que exercício feito pelo cérebro durante a oração envolve a memória e um trabalho intelectual, que pode atuar como um fator preventivo ao desenvolvimento da doença.
Fonte: Arca Universal / Portal Padom

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Pastor é espancado, Por implantar uma igreja evangélica no Vietnã !


Um Jovem pastor vietnamita foi espancado por um grupo radical quando se recusou a ajoelhar-se diante deles por ter implantado uma igreja evangélica naquela localidade. Na cultura local, o ato de ajoelhar-se perante a outra pessoa significa admissão de erro e culpa.
O incidente aconteceu há um mês após uma visita a novos convertidos. As autoridades locais proibiram os pastores de implantar novas igrejas mas o pastor Vinh (nome fictício) permaneceu firme e não negou sua fé em Jesus Cristo.
Como Vinh negou-se a ajoelhar-se o chefe da gangue bateu diversas vezes nos seus joelhos. Mesmo assim, Vinh não se curvou aos bandidos e então o líder da gangue com raiva bateu com sua arma duas vezes na mandíbula do pastor, que quebrou em quatro partes. O pastor não aguentou e caiu de bruços no sargeta e os bandidos fugiram do local.
Um policial estava presente a paisana no local, mas nada fez. Segundo a publicação o Diário, no Vietnã, as autoridades de aldeias tribais, contratam bandidos para intimidar os cristãos e impedir assim a implantação de novas igrejas. Eles ameaçam os pastores tentando fazê-los desistir. Esses incidentes são vistos pelas autoridades locais como casos isolados de vandalismo, sem expressão, como pequenos delitos.
Apenas dois dias antes do ataque, Vinh estava em um congresso de treinamento pastoral ministrado pela Portas Abertas Internacional, em Ho Chi Minh, capital do Vietnã. “Ele era um dos estudantes mais promissores da classe”, comentou o pastor de Vinh. “Ele era apaixonado por compartilhar a palavra de Deus e tinha um profundo amor por Jesus”.
Cristãos de diversos locais se reuniram para orar, assim que souberam o que tinha ocorrido com o jovem pastor. Durante dois dias eles intercederam fervorosamente e jejuaram para a cura do pastor. Vinh, com muita fé em Deus, disse que as orações seriam suficiente para curar suas feridas.
O médico de Vinh ficou espantado quando ele renunciou a uma cirurgia nas mandíbulas. Certa noite, o pastor viu Jesus Cristo à sua cabeceira. Quando ele acordou na manhã seguinte, sua mandíbula estava curada.
“Vinh está em plena recuperação” segundo um voluntário do Portas Abertas, que supervisiona a equipe no Vietnã. “Ele está se preparando para voltar à igreja que ele abriu para dar continuidade ao ministério pastoral”.

Fonte: ADIBERJ

Evangélicos são eleitores-chave nas eleições de 2012 no Brasil


Com o crescimento dos evangélicos no Brasil, revelado pelo Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2010, políticos já começam suas estratégias para alcançar essa parcela da população para ganhar as eleições de 2012.
Desde 2000, o Brasil viu a população evangélica crescer em 16 milhões, chegando a 42,3 milhões de pessoas em 2010. Os candidatos a prefeito e vereador para esta eleição terão, assim, o desafio de conquistar esse eleitor evangélico.
Segundo a Veja, algumas igrejas já se posicionaram com relação ao seu candidato à prefeito, em grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.
Em São Paulo, a Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB) deve repetir o apoio a José Serra.
“No estado de São Paulo, somos cerca de 8 mil pastores. Trabalharemos a conscientização do eleitor, mostrando o que é melhor, onde há maiores identificações. Tudo com muita cautela”, afirmou o presidente político do CGADB, pastor Lelis Washington Marinho, de acordo com a mesma publicação.
Já a Igreja Universal do Reino de Deus reunirá seus fiéis a apoiar o candidato Celso Russomano do PRB, partido do ministro da Pesca, Marcelo Crivella, integrante da IURD.

No Rio de Janeiro, a IURD, juntamente com Marcelo Crivella e o deputado estadual Marcos Soares, filho de RR Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, devem apoiar o atual prefeito Eduardo Paes (PMDB).
Em campanhas eleitorais em São Paulo e Rio de Janeiro, já entraram pautas relacionadas à família e valores cristãos, como o aborto, a legalização da maconha e a questão homossexual.
O ex-prefeito Cesar Maia (DEM) e o ex-governador Anthony Garotinho (PR), que se aliaram, informaram que terão como ponto fundamental da aliança DEM-PR os “valores da família”. A coligação DEM-PR irá tentar evitar a reeleição de Paes.
“Nossos princípios são nossos alicerces: os valores da família, valores cristãos e o compromisso com a democracia e o estado de direito”, discursou Cesar no encontro que lançou a coligação em março. “Vamos firmar valores conservadores. Não vamos dizer que os outros não têm valores cristãos, cabe a eles dizerem quais são os valores deles. Nós vamos firmar nossa posição.”
O candidato Rodrigo Maia (DEM), que encabeça a candidatura a prefeito no Rio, é católico e afirmou que seu partido é conservador e tem como vice Clarisse Garotinho, que é evangélica.
Paes também tentou agir no lado das temáticas religiosas. O atual prefeito ofereceu este ano seu apoio para realizar a Marcha para Jesus em abril, que segundo ele seria “a maior Marcha para Jesus de todos os tempos”. Por outro lado, Paes é conhecido por apiar amplamente a comunidade gay, incentivando a realização de marchas ao longo do ano.
As eleições municipais acontecerão em 7 e 28 de outubro.

Fonte: ADIBERJ

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Novas descobertas arqueológicas confirmam relato bíblico

Presença de Israel em Canaã ainda é objeto de disputa entre arqueólogos.
Hazor era uma antiga cidade israelense, localizada ao norte do Mar da Galileia, entre Ramá e Cades, no alto de uma colina. Suas ruínas já foram escavadas várias vezes desde 1955, quando foram encontradas por James Armand de Rothschild. Em 2005, o local foi declarado como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, juntamente com Megiddo e Beer-Sheba.
Essa antiga “capital” Cananeia tem cerca de mil anos de idade. Trata-se da maior cidade fortificada da região de Canaã, antes da chegada dos Israelitas, aproximadamente 1300 anos antes de Cristo.
Nos dias de Josué, em que os israelitas conquistaram Canaã, Hazor era conhecida como “a cabeça de todos os reinos”. Embora exista um grande número de arqueólogos questiona a historicidade da campanha de Josué, as evidências mais recentes apenas confirmam o relato bíblico.
Arqueólogos israelenses estão fazendo escavações em Tel Hazor, como é conhecida hoje, e acreditam ter encontrado fortes evidências sobre a presença de Israel naquele local.
Os pesquisadores conseguiram encontrar o que eles acreditam que seja do palácio real da época da conquista. Os arqueólogos descobriram uma sala no antigo palácio, com 14 potes de barros cheios de trigo queimado.
O processo de datação utilizado mostra que eles são aproximadamente da época da conquista israelita. O fato de o trigo estar queimado encaixa perfeitamente com o relato bíblico da conquista de Hazor, a única cidade Cananeia que os israelitas liderados por Josué destruíram com fogo.
Contrariando os arqueólogos que insistem que Hazor foi destruída pelos egípcios ou várias tribos que viviam perto do mar e os filisteus. Como os egípcios mantiveram registros detalhados das cidades que conquistaram, pode-se perceber que Hazor não aparece em nenhuma dessas listas. Nem os filisteus ou outros “povos do Mar” devem ter se aventurado muito longe da costa para fazer um ataque contra uma cidade. Ainda mais um local como Hazor, que além de ser distante do mar ficava em um terreno montanhoso.
Portanto, a maioria dos arqueólogos agora aceita que Hazor foi, de fato, destruída pelos israelitas, oferecendo grande legitimidade ao relato bíblico. Essas novas descobertas apenas parecem reforçar ainda mais tal posição.

Fonte: Gospel Prime/ Traduzido de Israel Today