MERCADÃO KIPREÇO

Dia da Igreja Perseguida!

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O bom é inimigo do ótimo!

“Fazei tudo com amor” (1 Coríntios 16.14)
(Pastor Oswaldo)
Quantas vezes já ouvimos alguém falar: “está bom assim”. Em nossa cultura – e esta é uma cultura nefasta -, aprendemos com familiares e até colegas de trabalho e de escola que o importante é alcançarmos a nota para passarmos e realizarmos o trabalho comum ou cumprirmos a tarefa. Não precisamos ter disciplina, nos esforçarmos, buscarmos a excelência e estarmos descontentes com o comum. Ledo engano. Se queremos ser profissionais competentes, vocacionados com consciência de missão, pessoas que fazem a diferença, pessoas excelentes, precisamos mudar a mentalidade do “está bom assim”.
Tudo o que Deus fez era muito bom, excelente, com qualidade superior. Ele olhou para a sua natureza e teve gozo extremo, profunda alegria e satisfação. Nós somos filhos desse Deus Criador, Criativo, Sustentador e Salvador (João 1.12). O nosso Pai – Criador e Salvador nosso – nunca se contentou com o bom (Gn 1.31). A Sua criação, a sustentação de todas as coisas e a redenção em Cristo são excelentes. O nosso Pai é modelo de excelência. Ele nos ensina com a Sua Palavra como podemos viver acima da mediocridade. Como Filho, o Senhor Jesus fez um trabalho excelente para o Pai. Ele treinou homens com excelência para cumprirem a missão (Mt 28.18-20).
O Brasil é medíocre porque a sua população é, em sua maioria, a do jeitinho, do comum, “qualquer coisa serve” e “está bom assim”. Não temos compromisso com o horário, não temos disciplina nos projetos que trabalhamos, somos especialistas em rotina cansativa, por qualquer motivo faltamos a escola e ao trabalho, não somos estudiosos, perseverantes, e nos contentamos com o pouco, com o que é medíocre. O bom é inimigo do ótimo, do excelente. Notas baixas, rendimento baixo e produtos de baixa qualidade são fruto da mentalidade do “está bom assim”.
Aprecio ver as cidades do primeiro mundo. Não fico com inveja, mas gostaria que as cidades brasileiras fossem limpas, organizadas, com transporte coletivo excelente, com segurança eficiente e eficaz, com jardins criativos e otimamente cuidados; com a destinação competente dos resíduos sólidos, com energia limpa, com um povo educado, limpo, caprichoso e que busca a toda a hora a excelência em tudo o que faz. Isso tem muito a ver com o pensamento cunhado por um líder norte-americano: “pessoas certas, nos lugares certos e pelas razões certas”.
Não nos contentemos com o comum, com a acomodação e muito menos com a estagnação. Sejamos criteriosos em tudo o que fizermos. Planejemos bem as coisas, pois “quem falha em planejar, planeja falhar”. Deus não é glorificado quando em vez de fazermos coisas excelentes, as fazemos comuns, de qualquer jeito. Temos sido como o servo que, ao receber o talento do seu senhor, o enterrou, em vez de multiplicá-lo. Temos enterrado talentos em nossa acomodação doentia que está a um passo da estagnação mortal. Que o Pai nos livre do “está bom assim” e nos dê a graça de possuirmos um estilo de vida comprometido com a excelência. Que cada de nós diga diante de Deus: “Senhor, eu não quero o ‘está bom assim’, mas desejo ardentemente a excelência, o ótimo, aquilo que exalta e dignifica o teu excelso nome!
Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa – RJ
Colunista do Portal Adberj.