Deus vai abençoa você

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Novinhas dançando funk dentro da igreja refletem problemas nas lideranças

Blog do Instituto Gamaliel.
(Foto: Reprodução/Divulgação)
As modinhas criadas por algumas igrejas neo-pentecostais estão a cada dia surpreendendo pela sua capacidade de mostrar que em algum momento eles erraram nas estratégias para atrair os jovens.
A consequência disso, são adolescentes mimados e que não sabem respeitar o templo e muito menos o altar da igreja.
Como vemos no vídeo abaixo, uma meia duzia de novinhas se juntaram para dançar funk dentro da igreja, com direito a quadradinho de oito e tudo mais a que tenham direito.

Ao fundo, um som característico chama as meninas para mexerem seus quadris de forma extremamente sensual e sem pudor.



quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Encontros de Jesus: O paralitico de cafarnaum

“Mas, para que vocês saibam que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados — disse ao paralítico — eu lhe digo: Levante-se, pegue a sua maca e vá para casa.” (Marcos 2.10-11)
O homem a quem Jesus disse essas palavras tinha bons amigos. Foram eles que o levaram para encontrar-se com Jesus. O texto não afirma que eram seus amigos, mas podemos dizer que eram porque estavam agindo com verdadeiros amigos. A casa em que Jesus se encontrava estava repleta de pessoas. Eles chegaram e ninguém lhes abriu caminho. Eles não se deram por vencidos: subiram no telhado e fizeram uma abertura por onde desceram a maca em que trouxeram o homem deficiente. Eles criam que Jesus era a solução para a necessidade de seu amigo paralítico. O que nossos amigos creem produz consequências em nossa vida. Jesus se compadeceu e dedicou completa atenção ao homem. Era claro para todos que o problema ali era a paralisia e a cura era a solução. Mas Jesus tinha outra visão do mesmo fato e via um outro problema como o mais urgente.
Diz o texto que “Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: Filho, os seus pecados estão perdoados.” (Mc 2.5) Imagino os amigos do paralítico se entreolhando confusos: “como assim perdoados estão os seus pecados!?” Eles haviam vindo pela cura do corpo, mas Jesus começa pelo espírito. Antes de curar Jesus perdoou. A cura da paralisia seria uma grande benção, mas de valor temporário. O perdão dos pecados era a maior das bênçãos, pois seria de valor eterno. Os mestres da Lei veem na atitude de Jesus uma blasfêmia. Eles estavam certos em atribuir o perdão que liberta do pecado a Deus e somente a Deus. Mas estavam errados, pois ignoravam quem era Jesus. Estavam diante do Filho de Deus, que veio ao mundo para nos livrar dos nossos pecados. Ele podia curar, mas veio para perdoar! E neste caso, fez da cura um sinal de sua autoridade para perdoar.
O homem foi curado. Levantou-se, pegou a sua maca e saiu andando na presença de todos (Mc 2.12). A cura de Jesus lhe deu autonomia e capacidade de andar. Andar com um vigor e firmeza, permitindo-lhe inclusive carregar a própria maca – uma cama de madeira sem os pés razoavelmente pesada. Mas, e quanto ao perdão dos pecados? Que resultados produziriam na vida daquele homem? Responda você mesmo! Você tem experimentado o perdão de Deus? E então? Que resultados ele tem produzido em sua vida? Uma vez perdoado, como você lida com os pecados dos seus irmãos? Há mais gratidão e amor em sua vida, para com Deus e as pessoas? O perdão de Cristo tem feito de você uma pessoa melhor?

Fonte: ADIBERJ

domingo, 11 de dezembro de 2016

Aos 98 anos, pastor lidera ministério de oração e prega o Evangelho

COM FORÇA E VIGOR, PASTOR DE 98 ANOS LIDERA MINISTÉRIO DE ORAÇÃO, INTERCESSÃO, EVANGELIZA E ACONSELHA NOVOS PASTORES.


A chamada para a Obra de Deus é irrevogável, e isso sabe muito bem um pastor de 98 anos de idade, que continua pregando a Palavra de Deus e está no comando de um ministério de oração e intercessão.

anuncio post Tiddy Senapatiratne é um velho pastor que vive no Sri Lanka, e apesar da sua idade, ele continua comprometido com a evangelização no seu país e fornece aconselhamento para outros pastores mais jovens.
Também aconselha enviando cartas aos outros pastores que estão dentro do país, encorajando-os a permanecerem firmes nos ensinamentos da Bíblia e viver com fé em Deus.

Em uma de suas últimas cartas a um missionário, o pastor Tiddy destaca a importância da Bíblia para cada cristão, comparando as Escrituras como um grande tesouro que devemos valorizar.

“Deus nos ordena a meditar em Sua Palavra de dia de noite (Josué 1: 8,9). Não só Ele nos mandou fazer isso, mas também nos deu promessas. Josué tinha apenas 5 livros naquela época, mas agora temos 66 livros da Bíblia para ler e obedecer e temos muitas mais promessas neles “, disse o pastor, ao site Christ Connection.

“Nós lemos a Palavra de Deus, muitas vezes, e se possível todos os dias, pelo menos, uma pequena porção a cada dia, para que possamos crescer espiritualmente e nos dar força em nossa vida cristã”.

Tiddy contou o que fez o Sr. Leisser, proprietário de uma empresa inglesa no Sri Lanka. “Ele disse que tinha lido a Bíblia 40 vezes. Ele a conhecia muito bem do início ao fim. Nós não precisamos fazer muito, mas se nós a lêssemos tantas vezes quanto nos for possível e a usarmos para a glória de Deus para salvação das almas, seremos muitos abençoados. Também seria útil se nós aprendêssemos e memoriássemos os versículos bíblicos”.

“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” – Hebreus 4:12