MERCADÃO KIPREÇO

Dia da Igreja Perseguida!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Pastor Youcef Nadarkhani é liberto da prisão no Irã

 O pastor iraniano condenado à morte por se recusar a negar sua fé cristã foi libertado da prisão e se reuniu com sua família, de acordo com a Solidariedade Cristã Mundial .
Fontes da CSW relatam neste último sábado (08) que o pastor Yousef Nadarkhani foi absolvido das acusações de apostasia. Durante o processo, o tribunal considerou-o culpado de evangelizar muçulmanos e o condenou a três anos de prisão, tempo que ele já cumpriu.
Nadarkhani foi preso em 2009 pouco depois de questionar o monopólio muçulmano, que forçava as crianças, incluindo seus próprios filhos, a lerem o Alcorão, sendo esse o motivo que o pastor considerava inconstitucional. Ele foi condenado à morte em 2010 por apostasia depois de se recusar a renunciar a sua fé cristã.
Pastor Nadarkhani ficou preso por quase três anos. Mas uma onda de pressão internacional e inúmeras campanhas pela liberdade do pastor durante os últimos anos tem pressionado o governo iraniano para libertá-lo.
Durante sua aparição no tribunal programado para sábado, Nadarkhani era esperado para enfrentar novas acusações, mas em vez disso ele foi autorizado a ir para casa.
“A CSW tem o prazer de tomar o conhecimento da liberação do Pastor Nadarkhani, depois de um longo encarceramento”, Mervyn Thomas, diretor-executivo da CSW, disse. “Nós elogiamos o judiciário iraniano por este ato, que é um triunfo para a justiça e o Estado de Direito.”
 “Enquanto nós nos alegramos com esta notícia maravilhosa, nós não nos esqueceremos das centenas de outros que são molestados ou injustamente detidos por conta de sua fé”, acrescentou.

O Centro Americano de Lei e Justiça, que tem estado envolvido nos esforços para libertar Nadarkhani, também comemorou a sua libertação.
“A história do Pastor Youcef é um exemplo de como o mundo podem se unir para garantir que a justiça seja feita e liberdade preservada”, disse a ACLJ, em comunicado à CBN News.
“Enquanto louvamos a libertação do Pastor Youcef, devemos reconhecer que o Irã sentiu-se obrigado a preservar a face entre seu povo e continuar seu padrão de suprimir a liberdade religiosa com táticas de intimidação”, eles continuaram.
“A atenção internacional para esta questão salvou a vida deste homem, mas não devemos esquecer-nos do direito humano à liberdade de religião que inclui o direito à liberdade de expressão”, o ACLJ acrescentou. “Nós também não deve esquecer das inúmeras outras minorias religiosas no Irã que estão presos e enfrentam perseguição por sua fé.”
Outro ministério que acompanhou de perto o caso do Pr. Nadarkhani, Present Truthmm, publicou uma nota em seu site, informando que o pastor esta em sua casa com sua família e agradeceu a todos que o apoiaram e oraram por sua libertação: “obrigado a todos que me apoiaram com as suas orações”.
Apesar de estar livre, o ministério alerta que a vida do pastor ainda corre sérios perigos, lembrando-se de um fato que aconteceu há duas décadas.  O pastor Mehdi Dibaj, esteve envolvido em um caso similar ao pastor Nadarkhani, sofrendo acusações de apostasia, ao ser absolvido foi assassinado pouco tempo depois de sua libertação.
Oremos por ele, sua família e todos os envolvidos no seu caso.

Fonte: Portal Padom/Com informações CBN e presenttruthmn


Nenhum comentário:

Postar um comentário