sábado, 28 de julho de 2012

Igreja Católica usa outdoors para recrutar novos padres e freiras


Enquanto o desemprego está crescendo em grande parte do continente europeu, uma poderosa organização internacional abre centenas de vagas na Áustria e não consegue preenchê-las. O único requisito é ter uma forte vocação e assumir um compromisso com o celibato.
Buscando suprir a falta de interessados na vida religiosa, a igreja católica romana da Áustria lançou uma ampla campanha em outdoors tentando recrutar candidatos a padres e freiras.
A mensagem com o lema “A Missão” faz o apelo também por leigos dispostos a dedicar pelo menos parte de sua vida no serviço social e religioso católico.
Esse tipo de publicidade de massa para os sacerdotes é rara em qualquer lugar, mas a medida “extrema” reflete os temores de que a Igreja Católica do país muito em breve não seja capaz de cumprir a sua missão devido à falta de clero.
A Áustria continua sendo uma nação de maioria católica, com mais de 64% dos habitantes se declarando membros da igreja, mas a imensa maioria é apenas nominal.
Como em grande parte da Europa, as missas andam quase vazias e o número de católicos praticantes está encolhendo. Na maioria das vezes os motivos alegados são os escândalos da igreja e a sensação de desconexão do Vaticano com o restante do mundo.
Ao mesmo tempo, o número de sacerdotes caiu de forma acentuada. São 244 sacerdotes atendendo as necessidades dos fiéis de 423 paróquias. Em todo o país, a esmagadora maioria dos padres e bispos têm mais de 60 anos, e não há jovens nos seminários.
Durante o lançamento da campanha de outdoor, Klaus Küng, bispo de Saint Polten, descreveu a falta de interesse no sacerdócio como “um problema enorme”. Mas Lukas Leitner, cuja agência de publicidade desenvolveu o projeto, estava otimista que sua estratégia daria frutos.
Oitenta outdoors de rua e 300 pequenos cartazes com backlight foram colocados na província de 1,6 milhões de pessoas. A foto mostra um padre, um diácono e uma freira ladeado por trabalhadores da igreja. Outra mostra leigos e leigas. O olhar deles é sereno, a sua mensagem simples: “A Missão: Aqueles que dão recebem ainda mais”. Um link leva a uma página que fala quem são essas pessoas e por que eles estão comprometidas com a igreja.
Houve campanhas católicas que chamaram a atenção no passado. Cartazes de recrutamento representando agonia de Cristo que remetiam ao alistamento militar na década de 1980 e anúncios nas revistas Playboy e Rolling Stone nos anos 1970.
Porém, Leitner diz que o conceito é diferente. O desejo é mostrar o clero católico e leigos como os heróis da vida cotidiana Küng também sugere que as pessoas se relacionam bem com a simplicidade da mensagem. “Os cartazes mostram pessoas reais… que estão trabalhando com alegria para a igreja e estão prontos a mostrar isso, colocando seus rostos diante da câmera”.

Fonte: Gospel Prime

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Eles são PMs de Cristo. E há 20 anos




O capitão Joel Rocha, da Polícia Militar de São Paulo, discursa sobre religião com a habilidade de um pastor. Suas palavras, cuidadosamente escolhidas, lideram os PMs de Cristo, associação de policiais militares evangélicos que completou em junho 20 anos de atuação dentro da PM paulista. Algo curioso para um ambiente facilmente associado a armas e combate à criminalidade, mas não à atuação religiosa. Há na corporação, entretanto, milhares de evangélicos, muitos deles atuando pela fé. “Enquanto conversamos, provavelmente em alguma reunião de quartel nosso grupo está orando”, diz o presidente da entidade.
E ele o faz com alguma base estatística. Dos cerca de 100 mil policiais do estado de São Paulo, 25 mil se declaram cristãos. Destes, em torno de 2 mil são PMs de Cristo, ou seja, 8% do total. Considerado um “braço amigo da PM”, o grupo age alinhado com a visão laica do comando, garante Rocha. “Temos o apoio incondicional para valorizar a figura humana do policial”, diz. Uma missão que ganha cada vez mais relevância conforme policiais são associados a uma conduta truculenta e casos de mortes de civis causadas por erros.
Para combater essa imagem, os PMs de Cristo reúnem policiais militares e civis voluntários de diversas religiões cristãs evangélicas para estimular nos companheiros características bíblicas de Jesus Cristo, como honestidade e coragem. Assumem também a propagação de valores cristãos à corporação e às pessoas com quem esta se relaciona. Tudo isso, por meio de núcleos espalhados pelo estado e com uma agenda movimentada.
Os frequentes eventos chegam a ter a participação de mil pessoas. Não chega a surpreender que a entidade tenha acabado de ganhar um dia no calendário oficial de São Paulo, graças ao projeto de lei de um deputado estadual. O dia pode ter sido ideia de um político, mas a entidade se apressa para dizer que o grupo é apartidário e com origem distante. Parte da história de Neemias, personagem bíblico que mobilizou as famílias de Israel para a reconstrução dos muros de Jerusalém.
É comum os voluntários realizarem atividades comunitárias nos espaços da Polícia Militar e em diversas igrejas, além de oferecer um serviço de capelania e orientação espiritual para complementar as ações de apoio pessoal da PM. Algo fundamental para o presidente dos PMs de Cristo, pois os policiais vivem em um ambiente onde a margem entre o correto e o ilegal é muito estreita. “Lidamos com valores fortes como a liberdade e o direito à vida. Isso provoca um nível de estresse elevado.”
Justamente o tipo de ambiente que atrai mais religiosos, explica Leonildo Silveira Campos, teólogo e especialista em Antropologia da ReligiãoPara o professor da Universidade Metodista de São Paulo, a religião é um elemento chave em grupos profissionais com clima deincertezas. “Durante as guerras, as Forças Armadas sempre levavam para as trincheiras capelães para realizar cultos e missas a fim de fortalecer os soldados na batalha contra oimponderável”, diz. Para ele, em regiões onde a atuação policial é mais perigosa, como Rio de Janeiro e São Paulo, é possível que a ação até traga certo benefício psicológico.  
PMs de Cristo durante culto em quartel. Foto: PMs de Cristo
E esse é um dos objetivos do grupo, incluindo a atuação com policiais que cometeram erros durante o trabalho. “O erro neste serviço pode implicar tanto em uma suspensão, quanto na morte de inocentes. Isso traz muita pressão.” Para isso, afirma, a religião seria uma forma de harmonizar sentimentos conflitantes e recuperar PMs e presos com o vislumbre de um futuro a ser construído. A religião também controlaria o uso da força, diz Rocha. “O policial não deve sentir prazer na morte de ninguém.”
A atuação do grupo vai além dos cultos em quarteis. O trabalho começa quando o PM entra na corporação e recebe a orientação da entidade, que acompanha seu caminho. Quem se filia ganha a Bíblia dos PMs de Cristo. Um livro customizado com o logo da corporação. “É uma lembrança da responsabilidade, de orar e defender a corporação”, diz Rocha. “O policial gosta de carregar um chaveiro ou uma marca que lembre a instituição, valoriza os símbolos e insígnias.” Por isso, o Pão Diário, livro com mensagens diárias sobre vida e família, também foi customizado.
Esse desejo por símbolos e valores próprios pode ser visto no crescimento da proporção de evangélicos no Brasil. Dados recentes do Censo do IBGE de 2010 mostram que essa faixa da população soma 42,3 milhões de pessoas (22,2% da população), contra os 64,6% de católicos, em queda há décadas. Um aumento que também reflete na composição dos quadros das instituições, como a própria PM. “A convicção espiritual coopera para que alguém tenha uma visão pessoal sobre Deus, mas não estamos preocupados com os cargos que cada cristão está ocupando”, ressalta Rocha. Mas completa ser natural o desejo de ser representado por pessoas com os mesmos princípios e valores que os seus.
A mudança no perfil dos integrantes das entidades públicas permitiu que as Forças Armadas passassem a fazer concursos para ser capelões evangélicos e protestantes. Algo sequer imaginado quando a população era hegemonicamente católica, destaca Campos. “O que importa é o modo como a pessoa se relaciona com seus vizinhos. Sua integridade dá respaldo para compreender pessoas com valores cristãos em locais chaves em um País que carece de uma revitalização moral”, diz Rocha.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Casal coloca nome de recém-nascido de Lúcifer


Na Argentina um casal da região de Cordoba, foi ao cartório de Registro Civil para registrar seu filho recém-nascido, mas teve seu pedido negado, por causa do nome que queriam colocar ‘Lucifer’.
Ao chegar no Cartório de Registro, os funcionários ficaram assustados com o nome que os país da criança queriam registra-lo, pois o nome Lúcifer, em termos bíblicos é associado com o demônio ou diabo. O pai argumentou aos funcionários dizendo que esse nome deriva de duas palavras latinas “lux” que significa luz e “fero” que significa transportar, sendo que sua verdadeira tradução seria “portador de luz” e disse ainda que na mitologia romana significa “estrela da manhã”, mas mesmo assim o casal teve seu pedido negado.
Segundo a diretora do cartório, Vilma de Cattani, “Lúcifer não se encontra nas listas dos nomes permitidos” e que ofereceram aos pais para escolherem outros nomes.
O homem desistiu de recorrer a Justiça por acreditar que seria “um desperdiço de tempo”, mas assegurou que ainda não sabe que nome registrará o seu filho, ‘mas independente do registro a família o chamara de Lúcifer’, disse o pai.
Segundo o casal, “A escolha do nome Lúcifer foi devido ao gosto pessoal, como outros que gostam de João, Pedro, eu gosto de Lúcifer e não vejo razão para não colocar este nome”,disse o casal ao site Lavoz.
Em entrevista ao jornal San Francisco, disseram que “Não acredito no diabo, por isso não me preocupa que eles possam fazer associação com esse nome. Não acredito na religião”.
Fonte : Portal Padom
Com informações lavoz, el-periodico e Jornal San Francisco

Kit gay chega às escolas e cristãos se revoltam


A família Bolsonaro denunciou nesta segunda-feira em seu site que o “kit gay” já chegou às escolas e alertou para o estímulo ao homossexualismo que contém o material. Trata-se do livro didático chamado “Menino Brinca de Boneca?” adotado pelo Ministério da Educação como referência para alfabetização das crianças até 6 anos de idade.
De acordo com o site da família, cujo líder Jair Bolsonaro é conhecido por sua oposição feroz às ações dos grupos LGBT na política, o livro já está sendo utilizado em algumas escolas particulares em São Paulo. O livro ainda deve expandir para todo o Brasil, segundo a orientação do Governo Federal.
“Caso seus filhos tenham este exemplar em suas mochilas, fiquem atentos pois certamente estão recebendo carga de informações estimulando o homossexualismo em suas cabeças”, alerta a família em seu blog.
O site também mostra fotografias do “Menino Brinca de Boneca?” onde a família expõe palavras obscenas num conteúdo para crianças como “vulva” e “pênis”, citadas na página 16 do livro. Além disso, a família Bolsonaro aponta para a contra-capa, onde diz-se que Frei Betto é incisivio ao dizer que a obra criada estimula o público infantil a decidir-se por si só sobre sua sexualidade.
Um outro livro apontado no site foi o “Porta Aberta” de Geografia e História, que é voltado ao público do primeiro ano, e segundo os Bolsonaro também estimula o homossexualismo.
“A lição mostra uma brincadeira intitulada de “Gavião, na qual um homem adulto agarra uma criança, ambos nús, orientando que os meninos e meninas brinquem daquela maneira com seus amigos. Uma clara afronta que estimula a pedofilia”.
Além disso, o livro possui na página 225, um jogo da memória formando famílias de pais homossexuais.
“Além das mensagens diretas, em ambos é nitidamente fácil constatar as mensagens subliminares envolvendo o homossexualismo e pedofilia, que são exploradas durante todas as tarefas ensinadas”, afirmam os Bolsonaro no site.
“A sanha dos ativistas homossexuais que desde o início mentem e dizem que o kit-gay não seria para o público infantil é desmascarada, e já tomou também as escolas privadas do Brasil. É isso que queremos para nossos filhos?”
O material vem depois que um outro material contra homofobia, conhecido como kit-gay e lançado pelo Ministério da Educação, foi vedado pela presidente Dilma Rousseff, após pressão da bancada evangélica.
O pedagogo Felipe Nery, que primeiro detectou a inclusão de livros com tal conteúdo nas escolas, levou a questão à Frente Parlamentar Evangélica no início do mês de julho. O pedagogo, que é membro do Instituto de Ensino Superior de São Paulo apresentou outros dois livros: “Porta Aberta”, voltado para alunos de seis anos, da autora Mirna Lima e editado pela FTD e “Aprendendo a Viver, Sexualidade”, voltado para alunos de 10 e 11 anos, das autoras Patricia Mata e Lydia R. e editados pela Ciranda Cultural.
Segundo Nery, a distribuição dos livros está sendo feita nas escolas que não possuem um projeto pedagógico. Ele também alerta que os pais devem acompanhar o material que é usado na educação dos filhos.
Explicações são esperadas do atual ministro da educação, Aloízio Mercadante (PT-SP) à pedido do deputado federal Filipe Pereira (PSC-RJ).

Fonte: ADIBERJ

sábado, 21 de julho de 2012

Edir Macedo pede ofertas para a construção do Templo de Salomão


“Quem se achar movido para fazer partes desta Obra, com certeza, é porque foi tocado pelo Espírito de Deus”, escreve Macedo.
O bispo Edir Macedo usou seu blog para pedir ofertas “em espécie” para a construção do Templo de Salomão, uma obra bastante ousada da Igreja Universal do Reino de Deus que está sendo construída na Avenida Celso Garcia, em São Paulo.
Usando o texto bíblico onde Moisés pede ofertas para o povo do deserto para construir o Tabernáculo, o fundador da IURD disponibiliza os números de duas contas bancárias para que as ofertas sejam depositadas.
Os membros da Igreja Universal também podem participar de uma campanha interna que arrecada fundos para essa obra orçada em R$300 milhões. Os desafios são classificados de acordo com o valor e recebem os nomes de ouro, prata e bronze. Essas ofertas não precisam ser depositas no banco, mas pagas diretamente nas igrejas.
Quando ficar pronto o Templo de Salomão vai poder abrigar 10 mil pessoas em cada culto, oferecendo 1.200 vagas de estacionamento, além de salas e escritórios. Todo o templo está sendo construído de acordo com as medidas dadas por Deus à Davi, que entregou ao seu filho, Salomão, a tarefa de erguer o templo.
Para agilizar a obra da IURD, uma equipe de profissionais trabalha 24 horas por dia em um trabalho que já começa a ser notado por quem passa diariamente pela avenida que liga o centro da capital paulista com a zona Leste.
Pelo site oficial do templo é possível acompanhar o andamento dos trabalhos, conhecer o projeto e ainda fazer contribuições financeiras. No começo de julho foi anunciado que 30% das obras já foram concluídas, dias depois foi divulgado o lançamento da primeira tesoura metálica e essa semana foi revelado o projeto de iluminação que era dar destaque para todas as áreas do Templo.

Fonte: ADIBERJ

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Jovem é morto a facadas durante culto em igreja evangélica em João Pessoa


Um adolescente de 16 anos foi morto na noite desta quarta-feira dentro de uma igreja evangélica no bairro Mangabeira, em João Pessoa (PB). De acordo com a Polícia Militar, a vítima entrou no local tentando fugir de uma briga. Segundo testemunhas, ele já estava ferido quando entrou na igreja, onde acontecia um culto. O jovem foi atingido por mais de dez facadas.
A assessoria de imprensa da PM informou que o rapaz morto era o dono da faca usada no crime, que foi tomada pelo assassino durante a discussão entre eles. A vítima foi atingida no pescoço e recebeu cerca de 10 golpes no abdome.
Após o homicídio, o criminoso fugiu a pé do local, mas foi preso pela polícia. Conhecido como Galalau, ele tem 18 anos e, segundo a PM, alegou que o motivo do crime foram as constantes ameaças que a vítima fazia a ele.

Portal Terra

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Ex-mulher do Pastor Marcos Pereira o acusa de estupro

A ex-mulher do pastor Marcos Pereira, Ana Madureira da Silva, de 58 anos, prestou depoimento à Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) que investiga acusações do coordenador do Afroreggae José Junior contra o pastor.
Ana Madureira foi casada com Pereira de 1989 a 1998 e afirmou em seu depoimento, segundo o site EXTRA, que em uma ocasião o ex-marido “entrou em casa, trancou as portas e fez sexo à força” com ela. Ela conta ainda que se casou com o pastor quando ainda não eram evangélicos e que, cinco anos depois seu então marido transformou a casa em um “ponto de pregação”, onde eram realizados cultos às segundas-feiras.
A ex-mulher do pastor afirma ainda que, antes do abuso acontecer, teria tido “uma visão do Anjo do Senhor que avisava que o pastor Marcos iria estuprá-la para que engravidasse” e depois lhe acusasse de adultério.
A delegada titular da Dcod, Valéria Aragão informou que as acusações de crimes sexuais contra Marcos Pereira serão encaminhadas, junto com os depoimentos, para as Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam). O foco do inquérito conduzido pela Dcod é apurar o suposto envolvimento do pastor com tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.
Segundo o EXTRA, nem o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias nem sua ex-mulher quiseram comentar o caso. A única declaração foi dada pelo advogado do pastor, Sérgio Júnior, que informou ainda não ter tido acesso aos autos e disse que as acusações da ex-mulher são difamantes.

Fonte : ADIBERJ

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Cinquenta cristãos são queimados vivos em casa de pastor na Nigéria


Os ataques a cristãos continuam com força total da Nigéria. Relatórios apontam que mais de 100 pessoas foram mortas por terroristas armados na semana passada e o grupo extremista islâmico Boko Haram, mais uma vez assumiu a responsabilidade por eles.
Enquanto fontes diferentes contabilizam a quantidade de pessoas que perderam suas vidas na semana passada, uma história divulgada pela Baptist Press chamou atenção.
Cerca de 50 membros da Igreja de Cristo na Nigéria, moradores da aldeia de Maseh, foram queimados vivos depois de se refugiarem na casa de seu pastor quando fugiam de mais um ataque terrorista.
“Cinquenta membros de nossa igreja foram mortos no prédio da igreja, onde tinha ido se refugiar [na casa pastoral]. Eles foram mortos junto com o pastor, sua esposa e seus filhos”, explicou Dachollom Datiri, vice-presidente da denominação Igreja de Cristo na Nigéria.
Lideranças da Igreja confirmaram que mais de 100 membros foram mortos em diversas aldeias na Nigéria, incluindo Maseh, Ninchah, Kakkuruk, Kuzen, Negon, Pwabiduk, Kai, Ngyo, Kura Falls, Dogo, Kufang e Ruk.
“A Nigéria está realmente se tornando um novo campo de morte para os cristãos. Centenas de cristãos já foram brutalmente assassinados pelo Boko Haram, incluindo mulheres e crianças”, disse Jerry Dykst, porta-voz do ministério Portas Abertas nos EUA. ”O Boko Haram divulgou, no início desta semana, uma ameaça que todos os cristãos devem se converter ao Islã ou eles nunca terão paz novamente. Seu objetivo é fazer toda a Nigéria um país governado e dominado pela lei sharia”, concluiu.
Innocent Chukwuma, consultor de justiça criminal da Nigéria, vai mais além. “Eu não acho que o Boko Haram poderia, invadir essas aldeias sozinhos. Eles precisam do apoio e colaboração dos moradores locais”, disse.
O pastor Ayo Oritsejafor, presidente da Associação Cristã da Nigéria, fez um apelo, afirmando que o Boko Haram é uma organização terrorista e pedindo que a comunidade internacional lute contra ela como faz com a Al Qaeda.
“Há certos extremistas muçulmanos que acreditam que a Nigéria deve ser uma nação islâmica e o Boko Haram é o principal órgão desse grupo de pessoas… O país sempre teve uma população muito bem dividida entre as duas grandes religiões [cristianismo e islamismo ], então não é possível simplesmente islamizar a Nigéria “, acrescentou o pastor.

Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 17 de julho de 2012

Jesusbook: rede social para evangélicos vai arrecadar dízimo para igrejas


Apelidada de Jesusbook, uma rede social voltada para o público evangélico foi lançada no último dia 14/07, em São Paulo, durante a Marcha para Jesus. O endereço é www.feemjesus.com.br 

O seu proprietário é o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele informou ter a expectativa de que a rede obtenha pelo menos 3 milhões de adesões. “Seremos a maior audiência evangélica do país”.
O gasto anual de manutenção da rede está orçado em R$ 2 milhões. Inicialmente, o Jesusbook conta com dois patrocinadores (ainda não revelados), mas Cunha afirmou que o grosso da receita tende a vir da venda de publicidade.
A rede diz ser “uma iniciativa de um grupo de cristãos que acredita na transformação do Brasil”. Cunha informou ter convidado lideranças evangélicas de várias denominações para integrar um conselho editorial.
A seção de notícias da rede já está no ar e alguns de seus destaques são “Kit gay disfarçado entra nas escolas com o apoio do governo”, “OAB garante em parecer o direito de psicóloga de expressar sua fé em Cristo” e “Novo Código Penal traz mudanças polêmicas, como ampliação do aborto legal”.
Cunha é fiel da Igreja Sara Nossa Terra e autor do polêmico projeto de lei 7382/2010, elaborado com o propósito de proteger os heterossexuais contra discriminação.

Fonte: ADIBERJ

sábado, 7 de julho de 2012

Igreja anglicana votará na segunda-feira a ordenação de bispos mulheres


A Igreja anglicana, a igreja oficial do Estado na Inglaterra, votará na segunda-feira (9) a ordenação de bispos mulheres, depois de anos de luta entre os tradicionalistas e liberais.

O Sínodo Geral, comitê diretor da Comunhão Anglicana Mundial, votou na sexta-feira (6) a favor do princípio de um debate profundo e de uma votação, que serão realizados na segunda.

O arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, chefe espiritual da Comunhão, advertiu à Igreja que "se está olhando para o abismo" nesta questão, e afirmou que votar contra adiaria a decisão sobre este tema até 2015.

"Como a maioria dos membros do sínodo, e a maioria dos membros da Igreja da Inglaterra, sou um firme partidário da opinião de que devemos agir rapidamente para resolver esta questão porque eu, como a maioria de vocês, desejo ver meulheres bispos na Igreja da Inglaterra", afirmou.

No entanto, uma emenda de último minuto concederá às paróquias tradicionalistas a possibilidade de escolher um bispo homem que compartilhe suas opiniões sobre o clero feminino.

Fonte: AFP/NE 10

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Através dos sonhos e visões sobre Jesus, mulçumanos se convertem a Cristo


Ali, ex-muçulmano que se converteu ao cristianismo 
após ter um sonho com Jesus Cristo

Muçulmano, homens e mulheres sem qualquer conhecimento do Evangelho e sem nenhum contato com os cristãos estão se convertendo a Cristo por meio de sonhos e visões de Jesus.
É o que relata um documentário da CBN que mostra a mudança de alguns muçulmanos que mudaram radicalmente suas vidas religiosas.
O documentário ‘Mais do que um sonho’ conta cinco histórias de ex-muçulmanos que foram profundamente afetadas depois de experimentar sonhos e visões de Jesus Cristo, pessoas que agora seguem a Jesus como seu Salvador.
Uma das histórias contada no documentário é sobre a vida de Ali, que há alguns anos iniciou a peregrinação muçulmana a Meca conhecida como Hajj.
“É claro que quando eu fui a Meca eu estava indo lá para homenagear o Kabba e para cumprir as exigências no Islã”, disse Ali na reportagem.
Ali conta que a viagem tornou-se mais do que uma jornada espiritual, mas em algo que ele jamais poderia imaginar.
“Naquela noite eu vi Jesus em um sonho. Primeiro, Jesus, tocou a minha testa com o dedo. E depois de tocar em mim, Ele disse: ‘Você me pertence”.
“E então Ele tocou-me acima de meu coração”, continuou ele. “Você foi salvo, siga-me. Você pertence a mim”, disse recordado seu sonho.
Após ter o sonho com Jesus, Ali comenta que naquele momento ele decidiu não mais continuar a peregrinação o Hajj, “Custe o que custar, eu vou seguir essa voz”, explicou.
O filme documenta e dramatiza a história de Ali e vários outros muçulmanos que vieram à fé em Jesus através de um sonho ou visão.
Segundo o jornal CBN News, o fenômeno dos sonhos e visões tem se tornado comentário no meio dos muçulmanos, da Indonésia ao Marrocos.
Segundo publicação, 80% das pessoas na igreja foram convertidas por meio do fenômeno, relatando terem visto a Jesus.
Uma mulher que não foi identificada pelo jornal por questão de segurança, cometa que um amigo cristão a desafiou a pedir a Deus para falar com ela pessoalmente.
“Então, eu decidi pedir-lhe”, disse ela. “No dia seguinte … no meu sonho, vi Jesus … Decidi vir a Ele”.
Um casal de missionários, Doyle e sua esposa Joanna trabalham para levar o evangelho ao mundo muçulmano.
“Acho que nosso Deus é um Deus justo, Ele é justo e correto, e as pessoas estão procurando por Ele, mas não sabem para onde ir”, disse Doyle.
“Estamos ouvindo sobre as pessoas que nunca sequer pensaram em Jesus como salvador, que são muçulmanos, mas estão tendo sonhos mais e mais”.
Joanna comenta que em quanto as questões políticas e espirituais pioram dentro do Islã, o Espírito Santo está se movendo com mais poder.
“Este é o momento em que os corações estão abertos, as pessoas estão desesperadas, os governos estão mudando”, acrescentou o marido. “Grande parte das pessoas tem rachaduras. Jesus é a resposta que pode entrar e preencher essa necessidade”.
O missionário Doyle acrescenta que os sonhos e visões junto com televisão por satélite com programação cristã, estão introduzindo os muçulmanos a Jesus em números sem precedentes.
“Nem todo mundo está disponível a ir para o Oriente Médio, mas eles podem orar”, disse Doyle, chama aos crentes a aderir a esta revolução espiritual.
“E nenhum governo, nenhum líder pode bloquear intercessão em todo o mundo”, disse ele. “Então, nós precisamos orar como crentes que Deus continue a enviar o Evangelho até os confins da terra”.

Fonte: ADIBERJ/Com informações do The Christian Post

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Juiz sentencia motorista bêbado com Estudo Bíblico


Um juiz na Carolina do Sul decidiu sentenciar um motorista bêbado a mais do que apenas oito anos de prisão, acrescentando que o condenado deve também fazer estudo bíblico.
Juiz Michael Nettles do Tribunal Regional de Rock Hill incluiu em sua sentença de Tolley Cassandra a tarefa de leitura do Livro de Jó e, em seguida, escrever um resumo da Escritura do Antigo Testamento.
Segundo a imprensa local, o advogado de Tolley explicou que o réu é grato pela setença bíblica e já começou a trabalhar na tarefa.
Embora alguns tenham expressado algumas preocupações constitucionais, Kenneth Gaines, da Universidade da Carolina do Sul professor de direito especializado em contencioso cível e criminal, disse a uma publicação local, que tal sentença é aceitável se o réu consente com isso.
“Sob circunstâncias normais, o juiz não teria autoridade para fazer isso … Você não pode simplesmente acrescentar arbitrariamente qualquer coisa que você quer na sentença”, disse Gaines em entrevista ao The Herald of Rock Hill.
“Mas se ela consentiu, não é realmente um problema. É crítico que o réu estava de inteiro acordo com isso.”
Em novembro passado, Tolley dirigiu no lado errado da estrada uma noite e bateu em outro carro, ferindo gravemente dois homens. No momento do acidente, o nível de álcool no sangue de Tolley era 0,333, o que é mais de quatro vezes o limite legal.
De acordo com sua página de biografia no site do Departamento Judicial da Carolina do Sul, o juiz Michael Nettles “é um membro ativo da Primeira Igreja Batista Lake City, onde atua como diácono, professor de Escola Dominical, e membro da Equipe de Missões Estrangeiras”.
Nettles não retornou um pedido de comentário para tempo de imprensa.

Fonte: ABIBERJ/Com informações do The Christian Post

Escavações encontram sinagoga em Israel que mostra cenas da história de Sansão


Escavações realizadas na Galileia encontraram vestígios de uma sinagoga monumental remontada entre os séculos 4 e 5 sob o Império Romano de acordo com informações do Departamento Israelense de Antiguidades.
Para comunicar o achado a instituição enviou um comunicado com detalhes, eles afirmam que os vestígios foram encontrados em um vilarejo de Huqoq, onde acharam um mosaico ricamente decorado representando a passagem bíblica do livro de Juízes sobre as 300 raposas utilizadas por Sansão para incendiar os campos dos filisteus.
“Existem apenas outras duas sinagogas desta época que mostram cenas nas quais aparece Sansão, uma delas perto do vilarejo de Huqoq, entre a localidade de Migdal e Kfar Nahum (Kafarnaum), sobre a margem norte-ocidental do Lago Tiberíades”, disse a professora americana Jodi Magness.
Dois israelenses ajudaram Magness nessas escavações David Amit e Shua Kisilevitz e de acordo com a americana os vestígios encontrados são de “tamanho monumental” destacando as pedras que foram utilizadas na construção desse edifício encontrado no norte de Israel.


Fonte: ABIBERJ/Com informações do Gospel Prime