sexta-feira, 29 de abril de 2016

Ex- Satanista diz ser mais humano após sua conversão. Ele hoje é missionário da JMN.

Paulo César Salgado Oliveira – CBB 2016.
O título de tricampeão brasileiro de judô dava a Paulo César a aparência de uma vida de realizações. No entanto, os cortes em seu rosto revelavam um coração ressecado, preso na prática de rituais satânicos.
“Eu passei 32 anos da minha vida sem chorar, eu não me sentia amado, nem em condições de amar alguém”, disse  Paulo César Salgado Oliveira, que hoje é missionário das Junta de Missões Nacionais da Igreja Batista.
Aos 4 anos de idade, através de seu avô, Paulo César teve seu primeiro contato com o ocultismo. “Meu avô era da Casa Mística e a minha mãe, muito católica, tomou uma decisão para que eu não seguisse a religião dele: me colocou numa escola de padres”, relatou.
Ainda assim, aos 11 anos, Paulo César teve seu primeiro contato com o Espiritismo Kardecista através de seu irmão mais velho, que conheceu a prática enquanto servia ao Exército. Daí em diante, uma religião puxou a outra.
“Através do Kardecismo eu conheci a Umbanda, aos 13 anos de idade. Aos 25 anos de idade, eu tive contato com o Candomblé, e aos 33 anos, eu tive conhecimento da Maçonaria”, conta Paulo.
Dentro da maçonaria, Paulo César foi incentivado a ser graduado, e conheceu o satanismo por meio de um feiticeiro. “Hoje carrego marcas no meu rosto. Tenho um corte na cabeça, outro no queixo e mais dois em cada supercílio, formando o sinal da cruz, por causa dos pactos satânicos que fiz”, revela.
Poço do mal
No entanto, aos 48 anos de idade, Paulo César esteve prestes a cometer o maior erro de sua vida: matar a sua família. “Eu estava no fundo do poço do mal”, relembra.
Vinte dias antes de cometer o crime planejado, uma de suas irmãs procurou Paulo César e declarou a ele o seguinte trecho bíblico: “Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá. Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna” (Gálatas 6:7-8).
Nesse mesmo dia, sua irmã ligou para o pastor Diego Machado, filho de Humberto Machado, criador do projeto Cristolândia. “Eu estava em minha casa e ele no Rio de Janeiro. Ele me disse: ‘Compre uma passagem e venha, porque eu quero te dar um abraço. Se você quiser voltar, eu pago para você voltar’”, conta Paulo César. “Eu tomei essa decisão e fui.”
Chegando em seu destino, Paulo César se deparou com uma atitude que transformou sua vida. “Ele me abraçou, e eu tive esse sentimento de choro, um sentimento de compaixão. Jesus Cristo entrou na minha vida nesse momento, e eu comecei a buscá-lo intensamente”, disse ele.
Novas realizações
Depois disso, Paulo César decidiu não retornar para sua cidade. Ele ficou, por dois anos, imerso no projeto Cristolândia, em um processo de recuperação e restauração. Após passar pelo programa, ele retornou ao litoral de São Paulo não para tirar vidas, mas para resgatá-las.
“Meu ex-cunhado, que estava muito envolvido com drogas e bebidas, ficou um ano se tratando em uma clínica em Itaquaquecetuba. Minha irmã mais velha, na qual eu ia cometer essa loucura, hoje é cristã, foi restaurada. Minha família toda foi resgatada”, disse ele, comemorando também o fato de ter se casado tempos depois.
Os motivos para celebrar a Deus não param por aí. Hoje Paulo César coordena a Cristolândia no litoral paulista, é missionário na Junta de Missões Nacionais e seminarista no curso de teologia — mesmo tendo sido formado apenas até a 4ª série.
“Eu tenho três anos e meio de conversão, mas eu vejo que com Deus não é a quantidade de tempo que você tem, mas é a qualidade de tempo. Eu entreguei a chave da minha vida nas mãos de Deus. Minha vida pertence à Deus, e eu estou em transformação”, disse Paulo.
Além disso, Paulo César dedica seus dias resgatando pessoas através do esporte que já rendeu grandes premiações a ele. “Hoje sou mais do que campeão, porque cuido de vidas através desse esporte. Eu dou aulas em cima de Gálatas 5:22, que fala sobre os frutos do Espírito. Eu tenho feito, através desse esporte, uma ferramenta para ganhar vidas”, comemora.
“A cada dia que eu vou me distanciando daquela terra que eu achava que eu nunca sairia, eu sinto Jesus Cristo me restaurando, me mudando e me qualificando como ser humano”, diz Paulo César, emocionado. “Hoje eu me sinto mais humano do que ser, e esse humano é quem pode ter esse sentimento de compaixão, de ser amado e poder amar.”
Por Luana Novaes/Guiame - Adiberj


quarta-feira, 27 de abril de 2016

Sou cristão, não sou careta

Você já percebeu a visão que as pessoas têm dos cristãos? De uma forma geral, elas nos acham bobos, ultrapassados, caretas… É mais ou menos isso que elas veem em nós. Muitas vezes, a culpa é nossa. Alguns cristãos querem ser tão diferentes do mundo que acabam fazendo coisas que nada tem a ver com uma vida dirigida pelo Espírito. Têm um comportamento estranho, vestem-se de forma estranha, dizem que tudo é do diabo… Terrível isso!
Mas nem sempre a culpa é nossa. Outras vezes, o simples fato de vivermos como Deus quer, vai fazer as pessoas nos olharem com esse mesmo olhar de que somos bobos, caretas e ultrapassados. Elas não têm noção do que é pertencer a Deus, ser filho de Deus (nem todos são) e viver para agradá-lo. Os princípios cristãos devem dirigir a vida de um cristão genuíno, mas isso não nos torna caretas. Sou careta por não beber? Sou careta por ser honesto? Sou careta por defender o sexo somente após o casamento? Não, sou servo de Deus.
Bem, eu não sou careta! Sou cristão convicto, vivo minha fé, estudo minha Bíblia, oro, medito mas não fico trancado dentro de casa, apesar de não ser daqueles que amam ficar fora de casa. Assisto aos programas de TV que gosto, já que não posso entender que a TV é do diabo. Tenho meu time de futebol favorito, apesar de não brigar por ele, pois isso é ridículo! Vou ao cinema, à pizzaria, à praia… Saio para lanchar, conto piadas (decentes), brinco e brinco muito! Aliás, já cheguei a pensar que minhas brincadeiras atrapalhavam meu testemunho, mas isso não acontece. Pessoas têm testemunhado que me veem de forma diferente, mesmo com todas as “loucuras” que faço. Além disso, ser assim tem atraído pessoas para perto de mim. Isso é bênção!
E o facebook? Tenho o meu! Não posto besteiras, mas posto bobeiras (rs), já que isso faz parte de mim. Lógico que, como cristão, sinto o dever de postar mensagens bíblicas também. Estou no mundo para isso: levar esperança a quem não tem. Gosto de música. Algum cristão mais antigo pode não gostar disso, mas gosto. Não gosto de músicas com letras maliciosas (a maioria de hoje), mas gosto de músicas de uma forma geral. Não comprei, até hoje, nenhum cd de música popular, mas algumas músicas populares também trazem mensagens interessantes. Mesmo assim, o que mais ouço são hinos. Sempre estou envolvido com eles, sempre fiz parte do louvor, desde quando comecei a tocar e continuo até hoje.
Sou professor de crianças, jovens e adultos e, guardadas as devidas proporções, brinco durante as aulas. Na hora do sério, quero seriedade. Na hora da brincadeira, quero brincar e me divertir. Faço tudo isso que escrevi, sabendo que Deus não me condena, pois Ele tem me abençoado do jeito que sou. Ele tem me abençoado demais da conta!
Sou cristão, não sou careta, sou feliz e guardo no meu coração aquele versículo que diz assim: “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem” Eclesiastes 12:13. Mesmo sendo visto por muitos como careta, não sou: temo a Deus, vivo para Ele e amo isso! Deus te abençoe! 
Fonte: Wanderson Miranda de Almeida
Membro da Igreja Batista Betel de Italva-RJ



quarta-feira, 13 de abril de 2016

Wesley Safadão recebe pastor em casa para cultos evangélicos

(Foto: Reprodução /Divulgação)
O cantor Wesley Safadão vem mostrando cada vez mais que não mudou . Religioso, o cantor é membro da Igreja Cristã Videira, em Fortaleza, e agora pretende oficializar a união com a modelo Thyane Dantas nesta congregação.
Membro da igreja, o cearense costuma receber em sua casa ou em casa da mãe, Dona Biu, o pastor evangélico André Vitor para cultos privados.
Quando sobra tempo em sua agenda de shows, ele e a mulher também participam de um grupo de oração para casais, com os amigos Simone Mendes e Tirullipa.
Wesley e Thyane já vivem como um casal há quatro anos e são pais de Ysis, de um ano de idade. A modelo acompanha o cantor em grandes viagens para shows e, aparentemente, se relaciona bem com o outro filho do marido, Yhudy, fruto do relacionamento com a empresária Mileide Mihaile.
Em entrevista ao jornalista Léo Dias, do jornal  O Dia, o cantor afirmou que quer oficializar seu casamento com a mulher na Videira. “Deve ser em 2017 ou 2018. Preciso trabalhar muito antes”, disse o cantor.
Com informações de O Dia/Adiberj


terça-feira, 5 de abril de 2016

A oração do Pai Nosso está proibido nas escolas municipais de Mato Grosso

As escolas municipais de Campo Grande que normalmente iniciavam as aulas orando o Pai Nosso, não poderão mais seguir essa rotina por recomendação do Ministério Público Estadual em Mato Grosso do Sul (MPE-MS).
Segundo a Secretaria Municipal de Educação, o MP, através da Promotoria de Direitos Humanos, ameaçou entrar com ação civil pública para impedir que as orações continuem acontecendo, assim como as demais manifestações de cunho religioso.
“A recomendação tem dois fundamentos: pela Constituição Federal o estado é laico, ou seja, um estado que não tem religião e o segundo é pela liberdade de religião. Não foi uma decisão imposta às escolas católicas ou evangélicas, mas uma decisão para escolas públicas que são pagas pelos impostos de todos”, comentou o promotor de Justiça Luciano Loubet em entrevista ao Bom Dia MS, da Rede Globo.
Já para o promotor da Infância, Juventude e Educação, Sérgio Harfouche, resolveu contestar a recomendação do MPE dizendo que os alunos que não quiserem participar, podem recusar orar o Pai Nosso.
“Se é interesse de alguém não participar, que assim o faça. Mas, eu tenho uma esmagadora maioria de pais nas escolas querendo que seus filhos tenham essa liberdade de expressão”, disse.
Para ele a oração não obriga os alunos a crerem em uma determinada religião. “Ninguém vai ser obrigado a crer ou não crer. Ninguém vai ser beneficiado por crer e nem punido por não crer. Impedir que as pessoas, assim tenham, como se tradicionalmente se tem na escola, me parece que isso é uma violação maior do que a que se pretende proteger”, afirma.
Alguns pais de alunos não gostaram da decisão, para a agente de saúde Elaine Martinez Brito, a oração não deve ser proibida por oferecer uma palavra boa para as crianças.  “A oração não deve ser proibida”, diz Elaine.
Com informações do G1/ADIBERJ


domingo, 3 de abril de 2016

Escreva sua história espiritual

“Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”
(Filipenses 3:12-14).
Como está sua vida espiritual? Você já pensou sobre isso? Já tomou alguma atitude a respeito? Independente do que aconteceu com você até hoje, sua história pode mudar de agora em diante. Que tal começar a escrever uma história espiritual que vai afetar toda a sua vida? Vamos aprender com o apóstolo Paulo?
Faça uma autoanálise. O apóstolo Paulo deixou bem claro que ele estava olhando para a vida dele e ele fez essa autoanálise: “Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito…”, “quanto a mim, não julgo que o haja alcançado…”. Ele estava analisando a própria vida espiritual, sabia muito bem o nível que já havia alcançado e que ainda não havia atingido total maturidade. É tempo de você parar para fazer uma autoanálise. Sim, você precisa! Olhe para sua vida, veja o nível espiritual que você se encontra, pois é daí que você vai começar a escrever sua história espiritual. O ideal é que você busque ajuda de um cristão experiente, pois ele vai te ajudar a enxergar o quanto você ainda precisa crescer. Que tal começar hoje?
Esqueça o que passou. “…esquecendo-me das coisas que atrás ficam …”. O apóstolo Paulo sabia muito bem do que estava falando. No passado, fora perseguidor dos cristãos, mandava matá-los; agora, era um cristão convicto, pregador da Palavra. Você já pensou se ele ficasse se lamentando, murmurando, pensando no tempo que fora gasto dessa forma? A vida dele estaria parada. Querido, você não pode ficar preso a coisas do passado! Não importa se você foi bom ou ruim! Nada do que você tenha feito importa mais. Se você já pediu perdão a Deus, não deixe que o passado continue atrapalhando o seu presente. Há pessoas que sofrem porque magoaram alguém ou porque foram magoadas há um, dois, três, dez anos. Se você é desses, precisa de cura espiritual, a cura que vem do Senhor. Se quer pensar no passado, pense em coisas boas, coisas que vão te animar, te alegrar, te fazer bem. As outras coisas não devem ser lembradas e, se forem, não podem te afetar. Deus já te perdoou.
Avance! “…e avançando para as que estão diante de mim…”. Avance, marche, prossiga, não pare! Levante a cabeça, olhe para a frente e vá à luta! É importante saber que quando você resolve avançar em sua vida espiritual, o diabo não fica feliz. A Bíblia diz que ele nos acusa, que ele quer nos tragar, que ele lança dardos inflamados para nos atingir, mas a Bíblia também diz que “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”. Enquanto avançamos, teremos problemas, oposições, tribulações, dificuldades, mas temos que depositar nossa confiança em Deus e tudo vai dar certo. Lembra-se de José? Foi vendido pelos irmãos aos midianitas quando tinha dezessete anos, depois foi vendido a Potifar (vendido duas vezes), foi acusado de assédio pela esposa de Potifar, foi preso, foi esquecido pelo copeiro cujo sonho interpretara… Quer mais alguma coisa? Que vida, não? Você acha que José parou, trancou-se num quarto escuro e disse “Oh, vida cruel! Eu quero morrer”? Se pensa, está enganado, pois durante todo esse tempo, a Bíblia diz que Deus estava com José e o fazia prosperar. Sabe por quê? Porque José continuou avançando, marchando, não parou e manteve-se fiel a Deus. José passou por todos esses problemas durante treze anos de sua vida, mas não desistiu. Aos trinta anos, José chegou a ser o segundo homem mais forte do Egito. Só o faraó estava acima dele. Se você continuar avançando, sendo fiel a Deus, Ele vai te honrar. Avance!
Tenha um alvo. “…prossigo para o alvo…”. Você quer chegar a que lugar? Qual é seu alvo ou quais são seus alvos? Alvos nos movem. Alvos nos motivam. Alvos nos estimulam. Se você estabelecer um alvo para sua vida espiritual, vai acordar todos os dias e vai ter algo a fazer. Sua vida vai ter sentido. Você vai entender que não está aqui por acaso. Quero propor quatro alvos para sua vida espiritual:
·         Coloque o reino de Deus em primeiro lugar. Deixe seu mundinho particular de lado e coloque o Reino de Deus em primeiro lugar na sua vida. Viva para cumprir a missão que Deus te deu, pare de perder tempo com bobagens e coloque Deus como centro da sua vida.

·         Procure viver uma vida de santidade. Santidade tem a ver com aproximação de Deus e afastamento do pecado. Muitos “cristãos” estão brincando com isso, mas Deus diz que devemos ser santos em toda a nossa maneira de viver.

·         Viva pela fé. “Não importam as circunstâncias…”. Não desanime com o que você está vendo ou com as previsões pessimistas. O justo vive pela fé. Independente do que estiver acontecendo, acredite em Deus, entregue seus problemas a Ele e vitórias virão, com certeza.

·      Leve esperança. Os cristãos estão nesse mundo para isso: levar esperança àqueles que a perderam. O nome da esperança é Jesus Cristo. Sim, esse nome deve ser levado a todos os cantos desse mundo. O mundo precisa acreditar que Jesus é a única esperança para esse mundo que “está no maligno”.

Faça uma autoanálise, esqueça o que passou, avance e tenha alvos. Acredito, firmemente, que dessa forma você poderá escrever uma linda história espiritual e sua vida será totalmente diferente. Deus te abençoe!
Wanderson Miranda de Almeida 

Membro da Igreja Batista Betel de Italva – RJ, formado em Letras pela Universidade Salgado de Oliveira (Campos dos Goytacazes), estudante de Teologia, escritor, pregador da Palavra e levita.

Fonte: adiberj