MERCADÃO KIPREÇO

Dia da Igreja Perseguida!

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Somente as Escrituras - Sola 1

ADIBERJ.
(Reprodução/Divulgação)
“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.” (2 Timóteo 3.16-17)
Devido aos muitos desvios praticados pela igreja na Idade Média, integrantes do clero e outros pensadores cristãos protagonizaram o que ficou conhecido historicamente como A Reforma Protestante. Luthero não foi o único, mas tornou-se um símbolo ao se opor à venda de indulgencias, publicando suas 95 teses em Wittenberg. Elas questionavam diretamente as promessas de perdão e libertação feitas aos que compravam as indulgências. A igreja havia chegado a isso devido ao abandono das Escrituras como norteadora de suas práticas, tendo passado a criar, a partir de seus interesses, doutrinas que não encontravam qualquer base nas Escrituras. Em resposta os reformadores propuseram a singularidade das Escrituras como fonte de autoridade para a vida do cristão.
A fé cristã não deveria estar sujeita à criatividade e casuísmos dos líderes da igreja. Distante do conhecimento das Escrituras, os cristãos estariam à mercê dos líderes e na dependência de seu caráter. Os reformadores compreenderam a necessidade de conhecimento das Escrituras para que o fiel pudesse viver e agradar a Deus. Pois agradar a igreja ou agradar aos seus líderes não poderia ser tomado como sinônimo de agradar o Senhor da igreja. A igreja e seus líderes não deveriam ser tomados como autoridade final na instrução de como viver e agradar a Deus. O perdão e graça não estavam sob o poder da igreja. “Voltemos às Escrituras” era a palavra de ordem entre os reformadores.
Conquanto possamos concordar quanto à dificuldade de compreendermos muitos contextos e passagens bíblicas, continua firme o princípio de Somente as Escrituras (Sola Scriptura) como o repositório da revelação de Deus e Sua vontade. Como Paulo escreveu, ela é inspirada por Deus e útil para nos ensinar, nos repreender, para nos corrigir e instruir na justiça, a fim de que amadureçamos e sejamos aptos para viver e agradar a Deus. Não existe maturidade espiritual sem conhecimento das Escrituras. Conquanto conhece-la apenas não determine que sejamos maduros, ignorá-la determina nossa imaturidade e falta de discernimento espiritual. Diante disso, qual o lugar das Escrituras em sua vida? Você a conhece? Lê? Medita e busca examinar-se à luz de seus ensinos?


Nenhum comentário:

Postar um comentário